Vamos conversar:

Ano após ano, cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida em todo o mundo. Só no Brasil são cerca de 12 mil e os motivos são os mais diversos. E com o isolamento social causado pela pandemia do coronavirus, a falta de esperança tomou conta da vida de mais e mais pessoas, fazendo com que esse número fique cada vez mais perceptível em casa, entre os amigos, na família, trabalho e muito mais. Mas quem pensa em suicídio não pensa em se matar, e sim acabar com a imensa dor que está sentindo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) nosso país é campeão mundial em casos de transtorno de ansiedade e ocupa o segundo lugar em transtornos depressivos, que podem levar ao suicídio.

Infelizmente, ainda existem muitos tabus na abordagem deste assunto, o que dificulta a chegada de informações importantes para pessoas que estão em sofrimento. Uma delas é que o CVV oferece ajuda em uma linha de apoio que funciona 24h, de forma gratuita e nacional, no número 188. Sabia que muitas vidas podem ser salvas quando o tema é discutido de forma clara e acolhedora? Precisamos falar sobre suicídio o ano inteiro.

O clima de Natal e de fim de ano, época preferida de muitas pessoas, também é responsável pelo aumento da frustração e da tristeza na vida de muitas outras. Durante esse período, o CVV (Centro de Valorização da Vida) apontou, nos últimos anos, um aumento de 15% nas ligações de pessoas pedindo ajuda. São telefonemas de pessoas comuns, geralmente jovens entre 15 e 24 anos, que passam por situações difíceis e buscam amparo, mesmo à distância, para evitar tragédias maiores, como o suicídio.

Mesmo tendo uma vida social bastante movimentada, e uma família presente, há quem se sinta sozinho mesmo rodeado de parentes e amigos. Por isso, se você conhecer alguém que esteja em sofrimento, seja acolhedor, ouça de verdade. Não fique olhando no celular enquanto o outro fala, não minimize o sofrimento alheio e, principalmente, não julgue. Em tempos onde o silêncio mata, um desabafo pode salvar uma vida.

Acompanhe as ações em nosso instagram: https://www.instagram.com/fundopositivo/


____________________

CLIQUE AQUI,

APOIE E FAÇA SUA COLABORAÇÃO

Contato

Nome:

E-mail:

Mensagem:


Investidores:

fundopositivo.org.br - all rights reserved ® 2020