Fundo Positivo lança oitavo edital para projetos voltados à saúde mental, combate à violência doméstica , ajuda a idosos com HIV/Aids e prevenção as ISTs/HIV-AIDS

O Fundo Positivo lançou o oitavo edital para financiamento de ações de organizações da sociedade civil neste ano, sob o tema “Sensibilização Comportamental e Saúde Digital: Prevenção e Cuidados no Campo das IST’S/HIV/AIDS, Saúde Sexual  Reprodutiva”.  As ações devem ser voltadas para prevenção à violência doméstica da mulher, apoio à saúde da população idosa, autocuidado/saúde mental e atividades de prevenção e cuidados em HIV/Aids.

As inscrições vão de 26 de abril de 2021 a 28 de maio de 2021.  No total, 15 OSCs serão selecionadas e podem concorrer organizações de qualquer região do país.

O objetivo do Fundo Positivo é beneficiar a população LGBTQI+, jovens, mulheres, negros, idosos e população de rua, com ações relacionadas ao enfrentamento de HIV/Aids, saúde mental, apoio psicossocial, dentre outros.

Neste ano, o edital vem com um ineditismo. O Fundo Positivo lançará o edital dentro de um servidor próprio de editais. Nos anos anteriores, o edital ficava hospedado em um portal contratado.  Para Harley Henriques, coordenador geral do Fundo Positivo, essa mudança marca independência e também praticidade para as organizações, que poderão tanto fazer as inscrições quanto apresentar os projetos.

“A partir de agora, com o provedor próprio, o Fundo Positivo terá um sistema de gerenciamento e acompanhamento de todos os projetos das organizações que são por nós apoiadas”, explica Harley Henriques. 

Expectativas

No âmbito da saúde mental o Fundo Positivo pretende financiar ações para diminuição de quadros de depressão, ansiedade, síndrome do pânico e luto, muitos agravados durante a pandemia de Covid-19.

A saúde dos idosos LGBTQI+ e/ou que estejam vivendo com HIV/Aids é outro destaque. A expectativa é que haja ações voltadas a estimular os idosos na realização de testagem para diagnóstico precoce da infecção pelo HIV/Aids e sensibilizar para importância da adesão ao tratamento. A situação de violência doméstica contra mulheres também ganhou atenção e são esperados projetos nesta temática.

Ao longo de 6 anos, o Fundo Positivo já financiou projetos de 150 organizações da sociedade civil em todo o Brasil e que atendem uma ampla população. Para participar, é preciso pelo menos um ano de constituição formal (estatuto de fundação e CNPJ). Cada entidade pode enviar uma única proposta.

Os projetos vencedores serão conhecidos em meados de junho. A comissão que vai escolher os projetos é formada por representantes dos governos municipal, estadual e federal, além de acadêmicos e pesquisadores.  

Para se inscrever no 8º Edital acesse o link: http://www.fundopositivoprojetos.com.br cadastre sua Organização e inscreva seu projeto.


____________________

CLIQUE AQUI,

APOIE E FAÇA SUA COLABORAÇÃO

Contato

Nome:

E-mail:

Mensagem:


Investidores:

fundopositivo.org.br - all rights reserved ® 2020