Empregabilidade LGBTQIA+

Continuando as publicações do mês do orgulho e da campanha “É pra se orgulhar mesmo”, hoje se tem mais um card para pensarmos as questões relacionadas às vidas LGBTQIA+. O tema é empregabilidade, tão caro para pessoas LGBTQIA+. Ter um trabalho garante não apenas a sobrevivência da pessoa, como traz um senso de pertencimento e utilidade para a sociedade e isso contribui não só para vida da pessoa em si mas, também para a saúde mental dela.
Na pesquisa da #VoteLGBT (2021) são postos vários relatos de LGBTQIA+ sofrendo violências LGBTQIA+fóbicas de nível moral e verbal mostrando o quanto ainda é difícil ser LGBTQIA+ nos espaços de trabalho, pois ao revelar a sua orientação ou até mesmo perceberem sua identidade de gênero, pode ser motivo para sua demissão.
Nesse mês, a gente vê várias marcas trazendo a bandeira do arco-íris e falando em diversidade LGBTQIA+, porém, quando vamos para seus quadros de funcionários não temos nenhum ou 1, e quando se tem “diversidade” só existe para uma letra.
Apoiar a empregabilidade LGBTQIA+ é muito mais do que por a bandeira LGBTQIA+ em suas logos, é poder oferecer um trabalho digno, onde nesse espaço não exista LGBTQIA+fobia e que a pessoa se sinta respeitada por sua intersecção. É pensar o quanto ainda existem letras da sigla que não conseguem acessar esse espaço e agir diretamente sobre isso oferecendo vagas de trabalho direcionadas para essas pessoas. Existem algumas iniciativas que podem ajudar, como por exemplo, o “TransEmpregos” que é um site direcionado para ofertas de vagas às pessoas Trans e Travestis e que ajudam nesse processo.
Apoiar a empregabilidade LGBTQIA+ é evidenciar que nossa capacidade técnica e competência não está nas nossas singularidades de pertencer a sigla e sim em nosso trabalho e esforço.


Orgulhe-se!


____________________

CLIQUE AQUI,

APOIE E FAÇA SUA COLABORAÇÃO

Contato

Nome:

E-mail:

Mensagem:


Investidores:

fundopositivo.org.br - all rights reserved ® 2022